Entenda a importância das técnicas SEO e Anúncios Pagos na sua estratégia de E-commerce

Você sabia que tanto o investimento em tráfego pago, como orgânico são essenciais para uma estratégia de Marketing Digital? Confira algumas dicas de aplicação de ambos para alavancar ainda mais o seu negócio!

No mundo dos negócios, o sonho do empreendedor é aumentar o faturamento de sua empresa e atrair cada vez mais clientes, mas, para que isso aconteça, credibilidade e visibilidade no mercado são essenciais. Tendo em vista as necessidades em questão, é essencial que a empresa adote estratégias de Marketing Digital. 

Essas estratégias têm como objetivo principal, atrair, converter e reter clientes através de técnicas que mostrem autoridade e qualidade de um determinado produto/marca ou serviço. 

Em uma estratégia de Marketing Digital, a decisão de escolher entre investir em tráfego orgânico ou pago deve levar em consideração fatores como objetivos principais, custo-benefício, recursos disponíveis para o investimento e urgência de resultados. 

Quer saber qual a melhor estratégia para aumentar o número de visitantes e clientes do seu negócio? Pensando nisso, neste conteúdo abordaremos sobre os tipos de tráfego e vantagens de cada um para que você possa decidir o mais adequado de acordo com as necessidades da sua empresa! 

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico se caracteriza por ser uma estratégia que não possui um custo direto. As visitas e conversões de leads neste tipo de tráfego chegam até o site através das pesquisas nos mecanismos de busca, como Google e Bing. 

Entretanto, para que isso aconteça, ter uma página bem posicionada é um fator fundamental. Até porque, estudos indicam que 70% dos usuários que utilizam o Google para pesquisas não passam da primeira página de resultados. 

Então, como alcançar o posicionamento ideal para conseguir atrair e converter clientes? Para produzir conteúdos otimizados que facilitem o acesso dos internautas para a sua página através dos motores de busca, existe uma estratégia chamada SEO. 

SEO

SEO (Search Engine Optimization) é um conjunto de estratégias de Marketing Digital que têm como principal objetivo auxiliar no posicionamento orgânico de uma página nos mecanismos de busca. 

Essas técnicas envolvem desde a caracterização do seu cliente ideal, produção de conteúdos de qualidade, uso de palavras-chave, títulos otimizados, entre outros. 

Em uma estratégia de SEO, a utilização das palavras-chave é uma aliada valiosa. As palavras-chave, também conhecidas como keywords, são os termos que os clientes em potencial irão utilizar ao fazer uma pesquisa relacionada com o que o seu site/e-commerce propõe. 

Para isso, é essencial saber identificar quem é a sua persona, ou seja, o seu público-alvo e como ele se comunica, quais são suas necessidades, desejos, etc. 

Vejamos o seguinte exemplo: Um usuário faz uma pesquisa relacionada a convênios odontológicos e utiliza o termo “convênio dental” nos campos de busca. Um e-commerce que disponibiliza a venda e distribuição destes serviços e que usa essa palavra-chave, irá ter mais facilidade de aparecer para o internauta interessado no assunto. 

Algumas outras técnicas importantes da estratégia são: 

Title Tag 

A Title Tag nada mais é que o título de um domínio que aparece nas páginas de busca da web. Ela dá uma prévia do que o usuário irá encontrar dentro do site. 

Em termos de blog, podemos caracterizá-la pelo título do texto, por exemplo. 

A importância dessa técnica se dá por que a Title Tag é a primeira coisa que o usuário vai examinar antes mesmo de entrar na página, podendo ter uma ideia do conteúdo em questão. 

É ideal que a sua palavra-chave apareça na Title Tag, assim, o seu conteúdo poderá ser encontrado com maior facilidade por parte daqueles que pesquisam assuntos relacionados. 

Heading Tags

As heading tags são marcações que caracterizam a hierarquia entre os títulos e subtítulos de uma página. 

É importante sempre seguir a hierarquia das heading tags, obedecendo a ordem h1, h2, h3 e assim por diante. 

O título de um conteúdo, a Title Tag, deve sempre estar posicionado como a header 1 (h1), pois se trata da principal heading tag. 

As demais heading tags seguem como os subtítulos, sendo a header 2 o subtítulo principal e dentro dela, podem haver outros tópicos complementares, que utilizarão a header 3 e assim por diante. 

Ainda utilizando o exemplo do E-commerce de planos odontológicos, uma classificação hierárquica de heading tags seria a seguinte: 

  • h1: Como escolher o plano de saúde odontológico ideal para você
  • h2: Entendendo a diferença de plano odontológico pessoa física e pessoa jurídica
  • h3: Carência 
  • h3: Cobertura de tratamentos

Meta Description

Meta Description ou Meta Descrição é o texto descritivo que vêm acompanhando o título da página nos mecanismos de busca.Ela têm a função de aguçar a curiosidade do usuário em entrar na página e consumir aquele produto. 

Essa técnica não têm interferência direta com o posicionamento nos motores de busca, mas, acaba sendo uma complementação importantíssima. 

Isso porque, nada adianta ter um bom posicionamento se os números de visitantes para o site continuam baixos. Levando isso em consideração, uma boa meta description além de atrair o cliente em potencial pode contribuir para a sua conversão em lead. 

Garantindo resultados

É importante ter em mente que, essas estratégias são excelentes aliadas para gerar resultados a médio e longo prazo, uma vez que conteúdos de qualidade demandam tempo e, é importante sempre atualizar o domínio para que o usuário possa ler outros conteúdos de seu interesse. 

Ganhar uma posição adequada nos buscadores não é uma tarefa rápida e precisa ser feita de forma consistente e constante caso a empresa queira permanecer naquele bom posicionamento. 

Como falado anteriormente, o investimento para esse tipo de tráfego orgânico não envolve capital direto, ou seja, você não paga diretamente pela quantidade de cliques de usuários. Mas existe o investimento parte da criação e layout do site, produção e atualização de conteúdos, entre outros. 

Sem contratar profissionais qualificados que entendam da estratégia e de suas necessidades, o processo se torna difícil e possivelmente, você não irá atingir os resultados desejados. 

Tráfego Pago

Você já reparou que ao fazer uma pesquisa na web por um produto ou solução específica, durante a navegação são exibidos anúncios com serviços semelhantes ao que você estava pesquisando?

Ou quando você entra em um e-commerce e depois, produtos daquela página ficam aparecendo para você em diferentes meios, até mesmo com preços menores e descontos? 

Essa estratégia se chama Anúncio Pago. Como o próprio nome já diz, você paga para que o número de acessos de visitantes da sua página cresçam gradativamente. O tráfego pago funciona da seguinte forma: Você paga quando o cliente em potencial clica no anúncio e é direcionado a sua página. 

Esses resultados se dão pelo fato de que, por meio de campanhas pagas, é possível fazer com que determinado anúncio apareça para o cliente em potencial no momento em que ele faz uma pesquisa com um tópico de pesquisa parecido, aumentando as chances de interesse do mesmo em relação ao produto/serviço ofertado pela empresa que gerou o anúncio. 

Ao optar pela mídia paga, é importante ter em mente que o usuário ao clicar no anúncio, será direcionado para a sua página. Por tanto, ter uma boa estratégia, conteúdos relevantes e páginas otimizadas são extremamente importantes para a eficiência do anúncio e a conversão dos leads. 

Tendo isso em mente, pode-se concluir que não existe escolher entre tráfego orgânico ou pago, mas é preciso fazer uma junção de ambas estratégias para conseguir os melhores resultados. 

Mas, além de atrair o cliente em potencial com mais facilidade e rapidez, quais outras vantagens da mídia paga para uma estratégia de Marketing Digital?

Aumento de tráfego e visibilidade

Um dos principais motivos de investimento em mídia paga é o alcance gradativo de pessoas. Com isso, consequentemente, as chances de conversão de potenciais clientes em leads, aumentam. 

Quando um usuário realiza uma pesquisa com as palavras-chave que você investiu em seu anúncio, o mesmo irá aparecer para ele. Isso aumenta a sua visibilidade para clientes em potencial que procuram por soluções de acordo com o que você oferece. 

Vejamos da seguinte forma: Um internauta pesquisa pelo termo “dentista convênio”. Uma clínica odontológica que forneça esse tipo de serviço e invista na mídia paga, consequentemente, se torna mais visível para este usuário. Isso por que, de acordo com a pesquisa que essa pessoa fez, o anúncio da clínica será facilmente encontrado nas mídias que ela resolver investir. 

Temos que avaliar a situação como uma cadeia de ações. Maior visibilidade consequentemente, gera mais tráfego e que, consequentemente, aumenta as chances de conversão em vendas. 

Além do mais, quanto mais visibilidade e tráfego um domínio têm, mais os buscadores entendem que aquele site é relevante e assim, melhor posicionado nos motores de busca ele fica. 

Segmentação

Outra vantagem do anúncio pago é o alto índice de segmentação. Através dessa ferramenta, é possível segmentar os anúncios de acordo com o interesse do seu público-alvo. 

Assim, você têm resultados mais assertivos e não se perde tempo (nem dinheiro) exibindo anúncios e campanhas pagas para usuários que não possuam interesse no seu ramo de atividade e no que você oferece. 

Onde investir? 

O Google Adwords é uma das ferramentas mais utilizadas quando o assunto é tráfego pago. Através dele, é possível criar anúncios em diversos formatos, tais como: 

Rede de Pesquisa: Esse tipo de anúncio aparece acima dos resultados de pesquisa quando um usuário faz uma busca nos motores do Google. Assim, quando uma pessoa pesquisar por algo referente ao seu ramo de atividade, o seu anúncio irá aparecer. 

Google Shopping: O Google shopping é um dos serviços do Google voltado para empresas. Nele, se cria uma espécie de vitrine, diretamente na ferramenta de busca. 

É uma ótima estratégia para E-commerce, pois, quando um usuário buscar por “camiseta branca”, por exemplo, o anúncio da sua página referente a pesquisa irá aparecer, junto com fotos e preços do produto em questão. 

Google Video: O Google Vídeos se consiste em uma plataforma mais interativa. A estratégia normalmente é voltada a um público jovem e conectado. 

Redes Sociais

Dentro de uma estratégia de mídia paga, investir em redes sociais é um fator valioso. 

Como dito anteriormente, através delas, é possível criar anúncios segmentados de acordo com a sua persona ideal e assim, ter um alcance mais assertivo de público. 

Deve-se ter em mente que cada estratégia possui uma configuração diferente. É necessário definir quais são seus objetivos principais e qual a intenção do seu público-alvo. 

Por mais que a mídia paga gere grande visibilidade, é importante lembrar que raramente quando os internautas estão nas redes sociais, eles buscam por algum produto ou serviço. Por isso, uma configuração e anúncio atrativo são essenciais para gerar mais cliques no seu conteúdo. 

Algumas das ferramentas mais comuns para anúncios em redes sociais são o Instagram Ads e o Facebook Ads. Entretanto, isso varia de acordo com a persona de cada domínio em específico. É preciso levar em consideração onde está o seu público em potencial para assim, investir na rede social certa e garantir resultados rápidos e consistentes. 

Remarketing

O conceito de remarketing é o ato de fazer marketing para um usuário que já foi atingido. A ideia é reativar clientes que já demonstraram interesse pela marca ou produto, mas ainda não se converteram em leads. 

Uma maneira simples de entender é a seguinte: Quando você pesquisa algo na web, sai da página e quando abre outra rede social aparece um anúncio daquilo que você havia pesquisado. 

Essa estratégia faz com que o usuário fixe a marca/produto na cabeça, aguçando o desejo de compra. 

Coloque essas dicas em prática

Neste conteúdo você pôde conferir a importância de aderir tanto ao tráfego orgânico, como pago para sua estratégia de Marketing Digital. 

Deve-se ter em mente que essas ferramentas não competem entre si, mas sim, quando colocadas lado a lado, são fortes aliadas na hora de converter potenciais clientes em leads, gerar visibilidade e aumentar o tráfego de uma empresa em potencial. 

Existem diversos formatos em que se pode trabalhar com as estratégias citadas acima. É necessário conhecer o seu público-alvo, a necessidade de pesquisa do mesmo e como atingi-los da melhor maneira possível. 

Colocando isso em prática no dia à dia da sua empresa, as chances de alavancar o seu negócio são cada vez maiores! 

Este conteúdo foi produzido por Ideal Odonto

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *