Como montar uma loja virtual

Como montar uma Loja Virtual

O e-commerce brasileiro cresceu 24% em 2014 (e-Bit) e a previsão é que, mesmo com a crise, ele cresça mais 20% em 2015, chegando a um faturamento de R$ 43 bilhões. Isso mostra claramente não uma tendência, mas um mar de oportunidades para as empresas que vendem seus produtos físicos pela internet usando uma loja virtual. E é justamente aí que mora o problema.

O problema não está nesses números, muito pelo contrário. Esse cenário tende a manter esse crescimento uniforme durante os próximos 5 anos pelos menos. O que acaba fazendo com que muitos empresários acabem não tendo sucesso vendendo pela internet, apesar de todas as oportunidades que o e-commerce oferece, é a falta e planejamento na hora de montar a sua loja virtual.

Banner

Plataformas de loja virtual

Existem muitas opções de plataforma e empresas que alugam seus sistemas de vendas online por valores relativamente acessíveis. É possível você colocar sua loja virtual no ar funcionando em pouco tempo e sem gastar muito. Essa aparente facilidade em se montar uma loja virtual, aliada aos dados animadores do comércio eletrônico no Brasil, criam uma falsa sensação de que basta colocar uma loja virtual no ar “de qualquer jeito” que as vendas vão começar a aparecer. Não é bem assim.

Segundo alguns estudos, uma loja virtual demora de 6 meses a 1 ano para atingir o que chamamos de velocidade de cruzeiro. Isso quer dizer, atingir um número de vendas uniforme e constante diariamente. Mas para chegar a essa situação, é necessário muito trabalho, planejamento, controle e investimentos. Afinal, uma loja virtual deve ser encarada e administrada como um negócio próprio, da mesma forma que seria com uma loja física. Deve ter controle de estoque, SAC, expedição dos produtos e envio aos clientes, administração financeira para as formas de pagamento (cartão de crédito, boleto, transferência bancária, etc.). Enfim, tudo o que envolve o gerenciamento de um comércio tradicional, mas no ambiente online. E infelizmente a grande maioria dos empresários que se aventuram no e-commerce acabam não dando a atenção necessária para isso, que é o básico para qualquer negócio funcionar.

As dificuldades encontradas são muitas: falta de tempo para gerir tudo sozinho (um dos principais erros do empresário é achar que pode fazer tudo sozinho), falta de equipe especializada para fazer o acompanhamento, falta de controle de estoque… Isso só para enumerar o que acontece na parte operacional do negócio. E as estratégias de vendas e divulgação, onde ficam? Muitos empresários acabam achando que surfar nessa onda de crescimento e abundância do e-commerce brasileiro é fácil, que é só esperar que as vendas chegam.

 

Planejamento da loja virtual

Na verdade, colocar a loja virtual no ar e funcionando é a parte mais fácil do negócio. Para que essa loja virtual gere as vendas esperadas, é preciso um trabalho de planejamento e pesquisa muito bem feito para identificar os nichos de mercado que sua empresa vai atender, qual o seu potencial de compra, renda, hábitos de consumo, comportamento, etc. A partir daí que todo o resto é feito: campanhas de anúncios e compra de tráfego, vendas, construção de lista e conversão. Sempre lembrando que a loja virtual deve manter SEMPRE um relacionamento com seus clientes, e estimular os visitantes a deixarem alguma forma de contato para que se crie uma base de leads que possa ser usada para se transformar em vendas. Fica claro então que uma loja virtual não é apenas uma plataforma com produtos cadastrados, ela deve ser trabalhada e estimulada para que , ao final desse processo, ela acabe gerando o resultado financeiro através das vendas dos produtos.

Banner

Então, a minha recomendação para os empresários e empreendedores que querem (e devem) aproveitar as oportunidades que o comércio eletrônico está oferecendo e criar suas próprias lojas virtuais, é: faça um planejamento bem feito ANTES de qualquer coisa. Depois pesquisa seu mercado para ver se ele é realmente comprador, se existe demanda, qual o perfil do seu público alvo, seus hábitos de consumo de comportamento online. Após essas 2 fases concluídas, escolha a melhor plataforma ou solução para sua montar loja virtual e continue com o trabalho de otimização, promoção, divulgação e relacionamento. Não existe fórmula mágica, o que existe é estratégia e trabalho bem feito.

Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto, deixe seu comentário ou entre em contato conosco.

Grande abraço.